Sobre a IMBEL

 

Encontram-se a disposição dos interessados o Regulamento e o Edital de Convocação para a Eleição do Representante dos Empregados no Conselho de Administração da IMBEL e outros documentos. (Lei nº 12.353, de 18/02/2010, Portaria  nº 26/MPOG, de 14/03/2011 e no Estatuto Social da IMBEL, aprovado pelo Dec nº 5.338 de 12/01/2011, alterado pleo Dec nº 8.155, de 18/12/2013).

1. Comunicado n° 01 - Processo Eleitoral

2. Comunicado n° 02 - Regulamento e Edital de Convocação

3. Comunicado n° 03 - Relação Inicial das Chapas e Candidatos a Delegados

 

 

 

 

 

 


 

A INDÚSTRIA DE MATERIAL BÉLICO DO BRASIL – IMBEL®, constituída nos termos da Lei 6.227 de 14 de julho de 1975, é uma empresa pública dependente, com personalidade de direito privado, vinculada ao Ministério da Defesa por intermédio do Comando do Exército, com a missão de produzir e comercializar produtos de defesa e segurança, para clientes institucionais, especialmente Forças Armadas e Forças Policiais, e clientes privados.

A IMBEL® tem sua origem em 1808, por ocasião da criação por D. João VI da Fábrica de Pólvora da Lagoa Rodrigo de Freitas, no bairro Jardim Botânico, no Rio de Janeiro/RJ,  razão pela qual conquistou a primazia de ser considerada a primeira Empresa Estratégica de Defesa e Segurança do Brasil. Atualmente a  Empresa tem sua Sede instalada em Brasília/DF, e suas Unidades de Produção localizadas nas cidades de Piquete/SP, Rio de Janeiro/RJ, Magé/RJ, Juiz de Fora/MG e Itajubá/MG.

Os principais produtos fabricados e comercializados pela IMBEL® são: fuzis, pistolas e carabinas; munições de médio e grande calibre; explosivos e acessórios; equipamentos eletrônicos e de comunicações; e Sistemas de Abrigos Temporários de Campanha e Humanitários.

A tradição e experiência na fabricação de produtos de defesa e segurança permitiram o desenvolvimento de uma variada gama de produtos de tecnologia de emprego dual.

Dadas as severas exigências de aprovação impostas pelo Exército Brasileiro, por intermédio do Centro Tecnológico do Exército (CTEx) e Centro de Avaliação do Exército (CAEx), a qualidade e desempenho de seus produtos seguem padrões internacionais.

A IMBEL®, recentemente agregou ao seu portfólio de produtos de defesa e segurança a Linha de Produtos IA2, constituída de fuzis de assalto 5,56 e 7,62 ; carabinas policiais 5,56 e 7,62; Facas-Baionetas IA2, e Facas de Campanha IA2 e AMZ;  Linha de Produtos SATi – Sistemas de Abrigos Temporários da IMBEL® , integrados pelas linhas de Campanha e Humanitárias, que disponibiliza abrigos temporários de alto desempenho; e o conjunto rádio de comunicações militares TRC 1193 – Rádio Mallet.

 


 

 

Exército Brasileiro adota o Fuzil 5.56 IMBEL IA2

ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO

PORTARIA Nº 211-EME, DE 23 DE OUTUBRO DE 2013.

Adota o Fuzil de Assalto calibre 5,56mm IMBEL A2
(Fz 5,56 IA2 IMBEL), fabricado pela INDÚSTRIA
DE MATERIAL BÉLICO DO BRASIL (IMBEL).
 

O CHEFE DO ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO, no uso da atribuição que lhe confere o inciso VIII do art. 5º, do Regulamento do Estado-Maior do Exército (R-173), aprovado pela Portaria do Comandante do Exército nº 514, de 29 de junho de 2010, e em conformidade com o item 9) do art. 6º das IG 20-11, aprovadas pela Portaria Ministerial nº 270, de 13 de junho de 1994, e com o Bloco nº 71, do art. 15, das IG 20-12, aprovadas pela Portaria Ministerial nº 271, de 13 de junho de 1994, resolve:

Art. 1º Adotar, para o Exército Brasileiro, o Fuzil de Assalto calibre 5,56mm IMBEL A2, fabricado pela INDÚSTRIA DE MATERIAL BÉLICO DO BRASIL (IMBEL).

Parágrafo único. A referida adoção é decorrente da decisão tomada na Reunião Decisória Especial à Distância encerrada em 18 de outubro de 2013.

Art. 2º Determinar ao Departamento de Ciência e Tecnologia, ao Comando Logístico, ao Comando de Operações Terrestres e às Áreas de Doutrina, Instrução e Logística do Estado-Maior do Exército, que tomem as providências decorrentes da adoção do material em questão, previstas nas IG 20-12.

Art. 3º Determinar que esta Portaria entre em vigor na data de sua publicação.


 

Página 2 de 7

Português (Brasil)

Você sabia?

As armas de fogo de uso restrito são registradas no Comando do Exército. O certificado de registro será expedido pela Polícia Federal, renovados a cada três anos, e seu proprietário poderá manter a arma de fogo exclusivamente no interior de sua residência.

Enquetes

Como você conheceu a IMBEL?