Projeto de Barracas Modulares de Campanha

  • PDF
  • Imprimir
  • E-mail

Piquete (SP) – A Indústria de Material Bélico do Brasil (IMBEL), empresa vinculada ao Ministério da Defesa por intermédio do Exército Brasileiro, está desenvolvendo um Sistema de Abrigos Temporários (SATi) no Núcleo da IMBEL Gerencial, localizado em Piquete, interior do Estado de São Paulo. Para o sistema foram desenvolvidos protótipos de barracas modulares de campanha nos modelos leve, padrão e extra. O primeiro possui 20m² e os outros dois, 30m² cada um.

Os produtos do Sistema são tropicalizados, atendendo aos requisitos de confiabilidade, conforto, rusticidade, rapidez e flexibilidade de montagem e desmontagem. Outros requisitos básicos apresentados por essas barracas são conforto térmico; resistência a ventos fortes; estrutura tubular em alumínio, tornando o material a ser transportado mais leve; conexões rígidas com engates rápidos e sistemas de trancamento; tecidos técnicos com tratamento antimofo, antibactéria, que fornecem permeabilidade seletiva e proteção contra raios UV; e piso em PVC de fácil higienização. Além disso, por serem modulares, podem ser facilmente conectados em até quatro opções, oferecendo, assim, diversos ambientes diferenciados que atendam à demanda exigida de cada operação ou exercício militar.

A barraca de campanha modular extra acomoda bem até 14 militares em sacos de dormir e 10 em camas de campanha. Acondicionada em um jogo de bolsas, a barraca leva cerca de 8 minutos para ser montada e possui divisórias internas, kit elétrico e forração térmica completa. Ela está em fase final de aprovação, passando por testes de resistência à chuva, à temperatura e à umidade, e ao embarque e desembarque em viaturas e helicópteros militares.

Durante um dos testes dos protótipos, o Núcleo Gerencial da IMBEL recebeu a visita de uma comitiva do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT), chefiado pelo General-de-Exército Sinclair James Mayer. Ele pôde conhecer de perto os novos modelos desenvolvidos e avaliar o sistema de montagem. (Noticiário do Exército - 07/10/2011)