No dia 8 de julho, a Fábrica de Material de Comunicações e Eletrônica – FMCE recebeu a visita do Gen Bda Fernando Bartholomeu Fernandes, Comandante da Artilharia Divisionária da 1ª Divisão de Exército (AD/1).

A visita teve como objetivos, entre outros, estreitar o relacionamento entre a AD/1 e a IMBEL/FMCE e dar continuidade à cooperação na implementação e desenvolvimento do Sistema Gênesis de Direção e Coordenação de Tiro já adotado pelo Exército Brasileiro.

Atualmente, o Sistema Gênesis está em fase final de integração aos 3º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado (Santa Maria-RS) e 5º Grupo de Artilharia Autopropulsado (Curitiba-PR), as duas organizações militares do Exército dotadas com as novas Viaturas Blindadas de Combate Obuseiro Autopropulsado M109 A5+BR.

 

 

 

 

No dia 22 de abril, a Fábrica de Material de Comunicações Eletrônica - FMCE retomou suas atividades de produção industrial, adotando medidas para mitigar os riscos de transmissão da COVID-19, com o objetivo cumprir os contratos e as entregas de sistemas e equipamentos assumidos com os diversos clientes, em especial o Exército Brasileiro.

Com o início da pandemia de coronavirus no Brasil e, em particular na cidade do Rio de Janeiro, a FMCE tomou todas as providências ao seu alcance para se adequar às orientações da IMBEL, aos decretos estaduais e municipais, bem como para preparar suas instalações e organizar equipes de apoio para o reinício das atividades.

Assim, dentre as várias medidas adotadas para o enfrentamento da pandemia, destacam-se o regime de trabalho diferenciado; a contratação temporária de uma médica especializada em medicina do trabalho; a contratação de transporte para os empregados impactados pela restrição de transporte público no estado; a instalação de pontos para a higienização e limpeza das solas dos calçados; a triagem e medição de temperatura na chegada do empregado; a disponibilização de álcool em gel; a distribuição de máscaras etc.

A FMCE/ IMBEL, com tais medidas, reafirma seu compromisso com o bem-estar e a saúde de seus empregados e com a sua missão de servir ao Brasil, contribuindo com a indústria de defesa nacional.

 

No período de 18 a 22 de novembro de 2019, a FMCE realizou o teste de integração do Sistema Gênesis com a VBCOAP M109 A5+BR, bem como a instalação e a configuração do sistema para participação no tiro de aceitação dos novos carros. O coroamento do evento se deu no dia 22 com uma demonstração do tiro real por uma guarnição do 3° Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado (3º GAC AP) - Regimento Mallet, no Centro de Instrução de Santa Maria (CISM), na cidade de Santa Maria – RS.

 

A equipe de engenheiros da FMCE realizou um excelente trabalho durante toda a preparação do tiro de aceitação, tornando-se merecedora de inúmeras menções elogiosas por parte das autoridades e militares que participaram do evento.

 

No período de 1º a 03 Out 19, a FMCE realizou nas instalações da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO) o exercício de tiro de artilharia simulado (INDOOR), com o emprego do Sistema Gênesis. Após o treinamento na EsAO, os Capitães Alunos do Curso de Artilharia da EsAO realizaram uma seção prática com o emprego do dispositivo de treinamento de tiro, no Campo de Instrução de Gericinó.

A Portaria nº 313-EME, de 2 de dezembro de 2015, publicada no Boletim do Exército nº 50, de 11 de dezembro de 2015 aprovou a padronização do Rádio Transceptor Portátil Pessoal TPP-1400 produzido pela Indústria de Material Bélico do Brasil, em decorrência do Parecer da Comissão Especial encarregada dos estudos para a padronização de materiais de uso da Força Terrestre.

O TPP-1400 foi desenvolvido para atender às necessidades de pequenos grupos em operações militares, policiais, de segurança pública ou privada, ideal para as comunicações de curta distância, mesmo nos mais desafiadores ambientes urbanos. Além de possibilitar comunicação digital entre os membros da equipe, todas as transmissões são criptografadas, garantindo a segurança das informações e integridade dos usuários. Pode ser alimentado tanto pelas baterias Li-Ion inteligentes recarregáveis CB-2352i quanto por pilhas alcalinas convencionais.

O TPP-1400 é integrado por diversos acessórios que potencializam a sua capacidade operacional. O combinado por condução óssea, OTF-2200, idealizado para facilitar a comunicação em ambientes operacionais, possibilita a transmissão do som por condução óssea, sendo possível separar completamente os ruídos gerados pelo ambiente de operação dos sons que devem ser transmitidos pelos equipamentos de rádio. Essa característica se torna especialmente importante em situações de ruído intenso, permitindo a comunicação por sussurros.

O Compressor de Vídeo CTV-1410 permite a codificação e transmissão de vídeo em tempo real ao comandante operacional. Com peso e dimensões reduzidas, pode ser utilizado com diferentes optrônicos comerciais fixados em pontos diferentes da roupa, em capacetes e armamentos. Sua alimentação é fornecida pelo próprio transceptor, dispensando a utilização de bateria dedicada.

A padronização do TPP-1400 pela Força Terrestre confirma a qualidade, confiabilidade, eficácia e resistência do equipamento que será utilizado pelo futuro COMBATENTE BRASILEIRO (Projeto COBRA), demonstra a relevância da empresa no contexto da base industrial de defesa e consagra a IMBEL como fornecedora de produtos estratégicos de defesa ao seu principal cliente, o Exército.