A Fábrica de Itajubá foi criada em 16 de julho de 1934 com a denominação de Fábrica de Canos e Sabres para Armamento Portátil quando funcionava como uma Unidade Militar subordinada diretamente ao Exército Brasileiro.

Na década de 30, o Brasil era ainda um país essencialmente agrícola, no entanto, a ousadia, o amor ao dever e o empreendedorismo marcaram o legado sublime dos pioneiros na construção da 1ª Fábrica de Armas do Brasil.

O primeiro desafio da Fábrica de Itajubá foi produzir, em 1940, o Fuzil Mauser, notável projeto alemão, considerado até hoje o melhor fuzil de repetição do mundo, com a coronha produzida com as madeiras de açoita-cavalo do sul de Minas Gerais ao invés das nogueiras europeias. Seguro, simples, rústico e preciso, demandava, entretanto o domínio de difícil tecnologia para ser fabricado.

O segundo desafio viria a ser a fabricação da Pistola .45 M911 A1 BR1, derivada do projeto de maior sucesso de toda a história do armamento de porte, criado pelo genial Browning para a fábrica COLT.

Outro grande desafio viria a acontecer em 1964, quando se decidiu produzir o FAL, o Fuzil Automático Leve de maior aceitação em todo o mundo, usado ainda hoje em mais de 90 países. Cabe ressaltar que apenas duas nações fabricam inteiramente o FAL métrico – uma é a Bélgica, a FN Herstal, que o criou e a outra é o Brasil, através da FI, que ousou fazê-lo.

Em 1973, a nacionalização total dos modelos M964 (coronha fixa) e M964 A1 (coronha dobrável) havia sido alcançada, tendo sido ambos amplamente adotados pelo Exército Brasileiro e pela Marinha do Brasil, além de terem sido recebidos alguns pedidos de exportação para países como Austrália, Botswana, Chile, Equador, Índia, Indonésia, Nova Zelândia, Peru, África do Sul, Uruguai,Venezuela e recentemente para a Eslováquia e Israel. Um número substancial de fuzis FAL semiautomáticos e PARA-FAL padrão sistema métrico, produzidos no Brasil foram vendidos no mercado dos EUA de 1985 a 1990, por meio da Springfield Armory.

Na década de 70, com a criação da Indústria de Material Bélico - IMBEL®, a Fábrica de Itajubá passou a constituir a Filial nº 5 da Empresa, sob a designação de IMBEL/FI. Esse novo enfoque permitiu a busca de mercados além das Forças Armadas do Brasil, obtendo bons resultados, particularmente no mercado externo. A Fábrica de Itajubá já contabiliza mais de 500.000 armas exportadas desde sua criação.

Outro projeto que também resultou em sucesso de vendas foi a adaptação do Fuzil Mauser para tiro de alta precisão que foi o Fuzil .308 AGLC (Sniper).

Como o mercado de material bélico sempre foi muito difícil e seletivo, a FI tem buscado constantemente atender as tendências de demandas para se antecipar às preferências futuras. Nesse escopo desenvolveu melhorias no seu portfólio de produtos com o lançamento das modernas facas de campanha IA2 e AMZ e dos Fuzis/Carabinas da família do IA2, tais como o Fz Ass 5,56 IA2 - primeiro Fuzil de tecnologia genuinamente brasileira, adotado e padronizado como Material de Emprego Militar pelo Exército Brasileiro e adquirido também por diversos Órgãos de Segurança Pública. O Fz Ass 7,62 IA2 foi recém aprovado pelo Centro de Avaliações do Exército – CAEx. A família das pistolas IMBEL nos calibres .40, .45, .380 e 9 mm ganhou dois novos modelos - a 9mm SC MD6 e  a .40 SC MD6 - modelos super compactos e leves devido à sua armação confeccionada em polímero de alta resistência, que estão para serem concluídas este ano. A FI também está trabalhando no projeto do novo Fuzil de Alta Precisão .308, com o intuito de atender às demandas das Forças Armadas e dos Órgãos de Segurança Pública, que logo estará sendo enviado para avaliação.

A Fábrica de Itajubá tem buscado a constante redução dos custos dos produtos fabricados, o aumento da capacidade produtiva e a melhoria da eficiência operacional. Além disto, tem inovado os processos de fabricação com projetos de investimentos para a modernização do parque fabril e manutenção da capacidade de mobilização industrial, projetando-se para um futuro promissor. A Fábrica de Itajubá passa por grandes transformações, dando continuidade aos esforços de nossos antecessores na busca constante em superar os desafios e aprimorar os produtos de interesse das Forças Armadas e do Brasil.

 “FÁBRICA DE ITAJUBÁ – 87 ANOS FORJANDO QUALIDADE E SEGURANÇA”

 

 

NOTÍCIAS ANTERIORES

 

*Você pode selecionar a Unidade de Produção de interesse

Sede FE FI FPV FJF FMCE